[16] – O ouvinte que se tornou escritor

Olá amiga,

Por vezes não temos oportunidade de mostrar gratidão pelas pequenas coisas que acabam por fazer grandes diferenças. Infelizmente, eu nunca tive oportunidade de agradecer à pessoa que me motivou a escrever muito daquilo que escrevo hoje. Lembro-me bem das tardes perdidas em redor do meu ecrã de computador após as aulas em que passávamos horas a fio a conversar. Dizias-me por vezes que parecia ser muito mais do que a pessoa que aparentava ser. Era a pessoa que sabia ouvir os outros e sabia dar os melhores conselhos em alturas de necessidade apesar da minha vida estar um caos. Na verdade, nem mesmo eu próprio encontro lógica em algumas das coisas que escrevo, mas fico contente alguém gosta daquilo que eu escreva e que o ache útil no dia-a-dia.

Foi graças a ti que comecei a partilhar mais as minhas opiniões com os outros e a escrever cada vez mais. Deste-me a motivação necessária para pegar no papel e na caneta e simplesmente começar a escrever. Ensinaste-me que as palavras têm significados importantes para as outras pessoas e de que não precisamos de gritar numa sala cheia de gente para que possamos ser ouvidos. Às vezes basta que alguém esteja disposto a ouvir a história que temos para contar e, por isso, te estou verdadeiramente grato.

do teu amigo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s